Publicado por: Marta Vuelma | 10/07/2011

De que forma o software livre ajuda a sociedade?


Frequentemente ouvimos muitos argumentos técnicos sobre a utilização de software livre. Muitos deles são válidos, alguns nem tanto, outros dependem do contexto. Meu objetivo aqui não é discutir estes argumentos técnicos. Hoje, quero falar um pouco sobre o que o software livre pode proporcionar à sociedade num sentido mais amplo que somente o técnico ou puramente econômico.

Obviamente que avaliar estes termos exige muitas vezes que deixemos de lado certos preceitos (ou preconceitos) que têm sido frequentemente empregados pelas pessoas ou grupos que discutem soluções do âmbito do software livre. O primeiro deles, é o de que algo só pode ser bom, válido ou funcional se exigir uma retribuição financeira pelo seu uso ou aquisição. O desenvolvimento de software livre permite a alguém criar uma solução que possa ser utilizada por qualquer um que precisar dela sem esta contra-partida financeira imediata. Digo imediata pois nada impede que a curto ou longo prazo, exista um interesse de alguém em compensar este desenvolvimento  por uma ou outra razão. Mas isso não é determinante para o uso da solução original. Sendo assim, podemos entender que mesmo um interessado na solução que não tenha recursos financeiros para investir nela poderá utilizá-la. Incluem-se aí escolas, comunidades carentes, ONGs, pequenas empresas, etc. Ou seja, a criação e os benefícios provenientes dela não são freados pela falta de recursos. Ao contrário disso, a utilização de SL pode impulsionar a geração de recursos para facilitar o crescimento.

Outro paradigma tecnológico é o de que não é possível dedicar envolvimento profissional  sem (novamente) contra-partida financeira. Para quem não conhece o trabalho dos vários grupos envolvidos no desenvolvimento de SL, recomendo que dedique-se a conhecer um pouco mais à respeito e esteja pronto para surpreender-se com o nível de organização, dedicação e compromisso com a qualidade destes grupos. São milhares e milhares de pessoas ao redor do mundo, dedicadas à produção de soluções que atendam à necessidades reais e comprometidas com o seu funcionamento dentro de padrões de qualidade bem definidos. As equipes de suporte e mantenedores das Wikis de ajuda e treinamento dedicam muitas horas ao desenvolvimentos de sites, manuais, treinamentos online, vídeos e outros materiais focados exclusivamente nos usuários finais destas soluções.

Em tempo, não é possível falar de SL sem comentar os aspectos culturais envolvidos. É difícil, pra não dizer impossível, mensurar quantas pessoas no mundo todo já puderam se beneficiar do software livre para usar recursos computacionais que não poderia utilizar se dependesse de software licenciado, conhecer outros usuários, trocar experiências, aprender novos usos para a tecnologia e com tudo isso, desenvolver mais e mais as capacidades intelectuais.

Por estes poucos motivos que citei (até porque existem muitos outros) é que dizer apenas que “Software Livre é bom pois o código é aberto” não pode, nem de longe, servir como único argumento para justificar sua adoção em empresas ou instituições.

Um grande abraço.
Marta Vuelma


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: